Dia do Disco: saiba onde tudo começou e quais são nossas indicações

O Dia do Disco, também conhecido como Dia do Disco de Vinil, é comemorado anualmente em 20 de abril. Considerado um marco na história da música, essa data foi muito importante para a construção de novos hábitos entre os ouvintes os produtores musicais. Pra quem não conhece aonde tudo começou, viemos contar um pouquinho da origem dessa história.

Os discos de vinil foram desenvolvidos em meados da década de 1940. A data de comemoração surgiu devido à homenagem ao músico Ataulfo Alves, que veio a falecer em 20 de abril de 1978. Anos depois, colecionadores de discos separaram a data para celebrar a paixão e apreço pelo vinil.

Quem já teve contato com eles, sabe que todo cuidado é pouco. Isso porque são feitos do material plástico, sendo facilmente arranhados. Qualquer poeira ou risquinho já os danifica, causando muitas vezes danos irreparáveis ao som e até mesmo à sua estética. O formato de espiral faz com que a agulha da vitrola (ou toca-disco) percorra o caminho da borda até o centro, fazendo a leitura da gravação. As ranhuras são fundamentais para a vibração na agulha, uma vez que se dá por meio desse processo a execução da música.

Atualmente, o LP – um sinônimo para disco de vinil – tem feito muito sucesso pela peculiaridade que ele representa. Segundo o portal de notícias R7 (2018), brasileiros compraram mais de 100 discos de vinil por mês no ano passado. Fora que a experiência de ter uma vitrola e controlar a música através do manuseio das agulhas nos faz, por um momento, até reviver determinadas épocas, né? Além disso, esse objeto retrô tem sido muito utilizado como decoração de muitos locais.

Aqui na Radio Ibiza, separamos alguns discos favoritos para indicar nessa data: Kind Of Blue, do Miles Davis; Lança Perfume, da Rita Lee; The Dark Side of the Moon, do Pink Floyd; O Tempo Não Para, do Cazuza; Fantasma da Ópera; Tropicalia ou Panis et Circencis, por Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa, Tom Zé, Os Mutantes, Rita Lee, Nara Leão, Torquato Neto, Capinam, Rogério Duprat; The Wall, do Pink Floyd; Acabou Chorare, dos Novos Baianos e Sgt. Peppers Lonely Heart’s Club Band, dos Beatles. A lista na verdade é muuuito maior, mas estão aí alguns para você dar uma olhadinha!

REFERÊNCIAS: PORTAL R7. Tecnologia e Ciência. Disponível em: <https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/brasileiros-compram-mais-de-100-discos-de-vinil-por-mes-em-2018-29102018> Acesso em: 16/04/2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

QUER SABER MAIS SOBRE OS NOSSOS SERVIÇOS?

Preencha o formulário abaixo e entraremos em contato