O que esses 3 artistas podem nos ensinar sobre empreendedorismo

PRA PENSAR ·

Personalidades souberam aproveitar as oportunidades do empreendedorismo

Nem só de música, filmes e publicidade vivem os artistas. A fama, sem dúvidas, pode abrir algumas portas – e várias personalidades souberam como aproveitar as oportunidades para entrar no universo do empreendedorismo. Muitos artistas não se limitam a fazer propaganda para empresas e decidem lançar seus próprios negócios.

Personalidades de diversas áreas têm cases empresariais de sucesso em vários segmentos. É o caso da apresentadora e atriz norte-americana Oprah, que tem fortuna avaliada em US$ 2,8 bilhões – US$ 210 milhões apenas em investimentos imobiliários, segundo a Forbes. É dona da revista O e da produtora Harpo, além de ser co-fundadora da Oxygen Media, que opera a Oxygen Network, rede de televisão à cabo.

Outro exemplo são as queridinhas gêmeas Olsen. As atrizes norte-americanas Mary-Kate e Ashley se afastaram das telas para focar em seus negócios, como a Dualstar Entertainment Group, uma empresa que produz programas de TV, filmes, brinquedos, CDs, roupas, revistas, videogames, entre outros, além da grife The Row, em que são estilistas.

No Brasil, temos a atriz Juliana Paes, que já inaugurou a sétima unidade da sua rede de salões de beleza, o Espaço Juliana Paes.

Elencamos outros três artistas para você se inspirar:

  • Anitta

Não à toa, a cantora sensação do país foi convidada para palestrar na Brazil Conference at Harvard & MIT, um evento anual organizado pela comunidade brasileira nas consagradas universidades norte-americanas. Anitta não se destaca apenas na música, já conseguiu seu lugar VIP como empresária de sucesso – e tem muito para nos ensinar.

Um dos pontos principais na trajetória musical da carioca é justamente o fato de ela ter decidido gerenciar a própria carreira. Ela criou, com seu irmão, a Rodamoinho Produções Artísticas, e já conta com artistas contratados. Com isso, aprendemos que assumir as rédeas do próprio negócio pode impulsionar ainda mais o crescimento da empresa.

empreendedor_interna

Outro aspecto é a visão de mercado. Em 2016, quando a cantora já tinha a carreira consolidada no Brasil, decidiu expandir seus horizontes para fora do país. Começou aí uma fase de estudos e planejamento – momento em que Anitta percebeu que precisava investir nos outros idiomas predominantes na Internet: inglês e espanhol. Fica clara a importância de se especializar e buscar desenvolvimento técnico. Na internacionalização da carioca percebemos como ir além do esperado e sair da zona de conforto pode trazer grandes oportunidades e sucesso.

  • Madonna

Cantora, compositora, dançarina, atriz, produtora ou empresária, o fato é que Madonna é muito mais do que a Rainha do Pop. Símbolo de empoderamento e empreendedorismo, a artista é um exemplo de como vale a pena aproveitar várias oportunidades em diversas áreas, mesmo fora do seu nicho.

A norte-americana já lançou livros, documentários e suas turnês sempre tinham elementos inovadores ainda desconhecidos que, depois, viraram tendência. Além, claro, de todas as roupas que passaram a ser muito desejadas graças à artista. Um belo exemplo de quem consegue antecipar e se renovar diante de qualquer tendência, em qualquer época.

Mesmo com uma carreira consagrada, nunca deixou de fazer parcerias com outros nomes do mundo da música – vale lembrar da apresentação icônica com Britney Spears e Christina Aguilera. E, claro, a cantora entende perfeitamente a importância do marketing que a ajudou a se eternizar como a artista feminina mais bem sucedida da história.

Jay-Z

Se alguém pode falar sobre como rende investir em negócios de áreas completamente diferentes, essa pessoa é o cantor norte-americano Jay-Z. A lista de investimentos do rapper inclui a plataforma de streaming Tidal, participação na boate The 40/40 Club e na linha de beleza Carol’s Daughter, a empresa de bebidas Armadale Vodka, a empresa de entretenimento Roc Nation e uma parceria com a loja de departamento de luxo Barneys New York. Jay-Z também é dono da gravadora Roc-a-Fella Records e vendeu os direitos da marca de roupas Rocawear por US$ 204 milhões em 2007.

emprendedor_interna2

Sua frase icônica “I’m not a bussiness man, I’m a bussiness.. man” (“eu não sou um homem de negócios, eu sou um negócio, cara”) é, de fato, verdadeira. Segundo o último ranking da Forbes, o casal Jay-Z e Beyoncé tem cerca de US$ 1,255 bilhão – só o cantor acumula US$ 900 milhões. Na terceira música do álbum “Everything Is Love”, “Boss”, Beyoncé canta: “Meus tataranetos já estão ricos, isso significa várias crianças negras na sua lista da FORBES”. E não há quem negue que a pretensão do casal é bem provável de se tornar realidade.

Subscribe

QUEM ESCREVE?

mariamiqueletto@gmail.com'

Nex Coworking

Nós acreditamos que o dia de trabalho das pessoas pode ser mais feliz. Por isso criamos o Nex e aliamos soluções práticas e flexíveis de gestão de escritórios a uma estratégia de estímulo às conexões em uma poderosa comunidade empreendedora. Como um coworking, o que nos motiva todos os dias é criar um ambiente inspirador, onde as pessoas possam desenvolver suas oportunidades de negócio ao mesmo tempo que encontram seu propósito. Somos parte de uma grande mudança e queremos mais. Mudar a relação das pessoas com o trabalho é só o começo de tudo o que queremos para o mundo.

carregando